Wednesday, March 15, 2006

Fernando Pessoa, Portugal e o Mostrengo

Fernando Pessoa tinha uma visão decadentista do Portugal do seu tempo. Infelizmente somos levados a crer que essa visão não se alteraria se o ilustre poeta fosse nosso contemporâneo. De facto desde a sua morte o Quinto Império permanece uma visão nevoenta e distante e o mostrengo que assombrou o homem do leme contínua entre nós. Temos um novo Cabo das Tormentas nos ventos da corrupção e da desonestidade travestida de incompetência. Afinal a competência é antes de mais uma atitude: quem se preocupa em melhorar as suas aptidões é geralmente bem sucedido se o tentar com seriedade. Para ser competente basta, portanto, ser honesto acima de tudo. Fernando Pessoa era competente e, sobretudo, tinha talento - qualidade nem sempre ao alcance de qualquer mortal mesmo que a procure com honestidade. Recordamos hoje esse mostrengo que Pessoa escreveu em estrofes de extraordinária beleza.

1 Comments:

Blogger apenas eu... said...

...gostei; este "Mostrengo" de Pessoa foi uma óptima escolha... aliás, tens um blog bem agradável... o bom gosto das escolhas é notório...

3:49 PM  

Post a Comment

<< Home